O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






06/06/2005
RH » Carreira » Entrevista Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Sempre trabalhando com pessoas

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Ela descobriu que tinha vocação para trabalhar com pessoas bem cedo, aos 15 anos quando foi atuar em um cartório, realizando atendimento ao público. A sua primeira experiência na área de RH foi como assistente e de lá para cá, vem dedicando sua vida à gestão de pessoas. Estamos falando de Vera Lúcia Petry, pedagoga que hoje atua como diretora de RH da Fremax - uma empresa localizada em Joinville, Santa Catarina, voltada para o mercado de reposição de discos e tambores de freio na América do Sul. A Fremax conta com cerca de 360 colaboradores. Para solidificar sua carreira, Vera Petry investiu no seu desenvolvimento e conclui pós-graduação em Administração e Desenvolvimento de Recursos Humanos, pós-graduação em Psicopedagogia e MBA em Educação Executiva. Em entrevista ao RH.com.br, ela dá detalhes sobre sua trajetória profissional e fala como conseguiu superar os obstáculos impostos pelo mercado. Confira!

RH.com.br - Como a Sra. iniciou sua carreira na área de RH?
Vera Lúcia Petry - Comecei a trabalhar com 15 anos de idade num cartório onde aprendi muito e pude perceber que eu tinha habilidade para trabalhar com pessoas. No cartório, atendia e conversava com pessoas de todas as idades, classes sociais e níveis de escolaridade. Foi uma grande escola. Após quatro anos de trabalho nesse mesmo cartório, decidi sair para começar uma carreira numa empresa onde comecei na área de faturamento que também me ajudou a reforçar o quanto eu me sentia satisfeita por poder falar com os clientes e estimular o desenvolvimento de habilidades ligadas ao saber trabalhar com gente. Mesmo atuando numa área que exigia ensino superior em administração ou contábeis, decidi fazer pedagogia porque já sonhava em ser uma profissional da área de desenvolvimento humano ou algo similar. Depois de dois anos nesta empresa, tive a oportunidade de participar de um recrutamento interno para uma vaga de assistente de RH. Não deu outra. Candidatei-me e fui aprovada. A partir daí, me dediquei a aprender tudo sobre a área de RH e seus sub-processos, bem como descobri que definitivamente eu nasci para ser gestora de pessoas.

RH - Há quanto tempo a Sra. atua na Fremax e como foi sua trajetória até à diretoria de RH?
Vera Lúcia Petry - Fui convidada para ser a responsável pelo processo de gestão de pessoas da Fremax em abril 2001 e em 2003 fui intitulada de diretora de RH. Trata-se de uma experiência maravilhosa porque nesta empresa a área de RH é uma parceira estratégica, interagimos com todas as pessoas e os processos da empresa. As exigências são muitas, o desafio é enorme e estou muito satisfeita com os resultados dos trabalhos que desenvolvemos.

RH - O que a motivou a seguir o caminho da área de RH?
Vera Lúcia Petry - Tenho plena convicção que optei pela profissão e área que me fazem feliz. Eu amo ser uma profissional de RH. Creio fortemente que as pessoas fazem a diferença. Sinto-me realizada por saber que por intermédio do trabalho que eu e a minha equipe desenvolvemos a empresa tem obtido melhores resultados.

RH - No início da sua carreira, quais foram os principais obstáculos que a Sra. enfrentou?
Vera Lúcia Petry - Não foram poucos os obstáculos, mas destaco a falta de reconhecimento da alta administração das empresas à atividade da área de RH e a dificuldade que tivemos para conseguir fazer com que o processo de gestão de pessoas participasse do planejamento e das decisões estratégicas. Muitas vezes, percebi que os próprios profissionais de RH não acreditavam no seu potencial, na sua importância, na sua atuação na dinâmica da vida organizacional.

RH - Como a Sra. superou esses problemas?
Vera Lúcia Petry - Alguns desses problemas ainda fazem parte da vida de muitas empresas e estão na cabeça de muitas pessoas que atuam na área de RH e a vêem apenas como um departamento que faz folha de pagamento. Mas, felizmente muitas mudanças no mundo dos negócios fizeram com que as empresas repensassem a importância do ser humano para o crescimento e a sustentabilidade dos seus empreendimentos. Ainda há muito para ser mudado, porém aos poucos a área de gestão de pessoas, quando bem conduzida, está sendo reconhecida como fundamental nas organizações.

RH - A Sra. faria tudo novamente, continuaria atuando na área ou mudaria de profissão?
Vera Lúcia Petry - Sem dúvida que faria tudo novamente. Por dois fortes motivos: sou apaixonada pelo que faço e acredito muito que cada vez mais as empresas precisarão de gente que gosta e sabe fazer gestão de pessoas.

RH - Atualmente, quais os principais desafios que o profissional de RH enfrenta no mercado?
Vera Lúcia Petry - Cito o grande desafio que exige muitas habilidades, atitudes e competências que é o de estar completamente "antenado" com o mundo dos negócios e com a atuação estratégica da área de RH nas organizações.

RH - A Sra. acredita que o RH já é visto como um parceiro estratégico ou ainda existe um longo caminho a ser percorrido?
Vera Lúcia Petry - Muitas empresas ainda têm apenas um departamento pessoal, assim como outras têm na área de RH um gestor que não é estratégico, que não tem postura, formação e experiência para atuar estrategicamente. Diante disso, entendo que tanto as empresas quanto os profissionais de RH têm muito a contribuir para que o RH seja um parceiro estratégico e indispensável na tomada de decisões nas empresas.

RH - Quais as suas expectativas para a área de RH em médio e longo prazos?
Vera Lúcia Petry - O meu grande sonho é que de fato consigamos fazer com que empresas e pessoas sejam verdadeiramente parceiras, resgatando os valores associados à cidadania, ao crescimento e à construção de uma sociedade mais justa. Isso é possível.

RH - Que conselhos a Sra. daria para quem está iniciando na área?
Vera Lúcia Petry - Desejo que não seja apenas "mais um" profissional de RH, mas que seja "O" profissional de RH, atualizado, estudioso, apaixonado pelo que faz, alguém que dê evidências que tem o poder de referência e que está disposto a contribuir para o fortalecimento da gestão de pessoas no mundo empresarial.

RH - Qual a marca registrada da sua gestão na Fremax?
Vera Lúcia Petry - Respondo com base no feedback que recebi da minha equipe que destacam como pontos fortes da minha gestão a inovação, a criatividade, o comprometimento, a leveza, a alegria, a postura de não fazer somente os que os outros fazem em gestão de pessoas e a de procurar ver os que os outros não vêem.

RH - A Sra. tem novos planos para a empresa em 2005?
Vera Lúcia Petry - Planos é que não faltam. Todos os planos para a empresa em 2005 têm o mesmo objetivo que é de contribuir para o crescimento sustentável da Fremax, insistindo e investindo em ações que a tornem um lugar cada vez melhor para se trabalhar.

RH - Por que a Sra. pretende trabalhar nessa linha?
Vera Lúcia Petry - Porque acredito que a perenidade das empresas está diretamente associada à sua gestão. As empresas que constroem ambientes que permitem e incentivam a gestão participativa com pessoas e para pessoas que são visionárias, empreendedoras e felizes sabem o momento certo de avançar ou recuar.

Palavras-chave: | Vera Lúcia Petry | Fremax | carreira |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Contagem Regressiva

Seminários RH.com.br



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.