O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






09/11/1999
RH » Carreira » Matéria Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Idiomas - o conhecimento é fundamental

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Adotar uma política de idiomas e investir nos funcionários. Para algumas empresas estas medidas podem se tornar a receita certa para melhorar suas relações comerciais e financeiras de mercado. É o que acontece com a Bahia Sul Celulose S.A., uma empresa voltada para o setor de papel/celulose.

Com cerca de 60% de sua produção voltada para a exportação, a empresa formalizou, em 96, uma política de idiomas e está obtendo resultados significativos. "Muitos funcionários que iniciaram o curso no estágio básico, hoje já estão praticamente dominando o inglês. Isso agiliza nossos contatos, as soluções aos problemas com clientes e prestações de serviços. Os processos que envolvem relacionamentos internacionais tornaram-se mais rápidos, produtivos e são realizados com maior qualidade", avalia a analista de Recursos Humanos, Maria Cristina Wendling.

A política de idiomas da Bahia Sul Celulose S.A. é baseada no perfil do cargo, ou seja, nas atividades e responsabilidades que o colaborador exerce na empresa. Dessa forma, a necessidade do funcionário dominar a língua inglesa passa a estar vinculada a duas prioridades: primeiro - quando o conhecimento do idioma é fundamental para o exercício da função e segundo - o domínio do inglês não é primordial, mas é conveniente para o desenvolvimento do profissional, podendo ajudá-lo a maximizar seu desempenho na empresa.

- Quando contratamos um novo colaborador para cargos que exijam o inglês, ele já deve possuir este requisito e para aqueles que não possuem o domínio do idioma no nível requisitado para o cargo, ele tem o apoio da empresa para isso, destaca a analista de RH da Bahia Sul Celulose S.A.

Atualmente, a empresa subsidia os cursos do nível básico até o último estágio do nível avançado, não incluindo manutenção para aqueles que terminaram o cursos ou que possuem fluência na língua. Para os funcionários que exercem cargos que exigem conhecimento do inglês , a Bahia Sul Celulose S.A. oferece no estágio inicial 80% do valor do curso. Caso venham ser aprovados com uma média acima de 8, passam a receber 100% do valor das mensalidades. E para quem o idioma não é fundamental e sim, conveniente para o desenvolvimento profissional, o subsídio é de 40% para todos os estágios cursados.

- A política da empresa determina também que os cursos sejam realizados fora do expediente de trabalho. As exceções são administradas e necessitam da aprovação da diretoria, revela Wendling.

Palavras-chave: | Idiomas | Política | Caso |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Seminários RH.com.br

Contagem Regressiva



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.