O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






16/04/2013
RH » Desempenho » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Avaliar colaboradores melhora a performance da empresa?

Por Alessandro Assmann para o RH.com.br

Com a competição cada dia mais acirrada e a qualidade de mão de obra cada vez menor, atrair, desenvolver e reter talentos passa a ser vital para as empresas se manterem competitivas. Diante dessas necessidades, a área de Gestão de Pessoas precisa fornecer subsídios para decidir se um colaborador deve ser mantido ou quais deverão receber treinamento. Será que é tão complicado resolver estas questões?

Nos últimos quatro anos acompanhei a área de Gestão de Pessoas de vários clientes da Kombo e vivenciei diferentes exemplos de práticas e políticas de Gestão de Pessoas. Os melhores resultados foram obtidos nos projetos implantados com calma e em "doses", permitindo que a cultura fosse absorvida por todos. Para isso, exercitar a comunicação entre a gestão da empresa e os colaboradores é fundamental.

Na implantação da Gestão de Pessoas em uma empresa, o sistema e a consultoria só ajudarão se os gestores estiverem comprometidos com esse objetivo e conhecerem seus benefícios. O Cirque du Soleil é um grande referencial de circo para o mundo todo e serve também de exemplo no ramo empresarial ao esclarecer aos seus clientes e colaboradores qual a sua missão, sua visão e os seus valores a serem seguidos por todos os envolvidos:
a) Manter valores e segui-los em todas as ações (competências organizacionais).
b) Deixar claro aos colaboradores quais são os personagens (cargos) de que a empresa precisa e qual a correlação e interdependência dentre os demais.
c) Sobressair o personagem (cargo) ao artista (colaborador).
d) Descobrir o que a empresa espera do colaborador, antes mesmo de fazer parte do grupo.
e) Permitir que o artista (colaborador) seja reconhecido profissionalmente e sinta orgulho de fazer parte do grupo.

Complicado? Nem tanto quanto parece. Com algumas ações, é possível transformar a área de RH (Gestão de Pessoas) em uma ferramenta de apoio à gestão.
Seguem três dicas fundamentais para o sucesso.

1) Conheça-se!
Identifique se os gestores possuem a mesma visão da empresa, fazendo com que cada um aponte a sua. Ao comparar as visões será possível identificar se existem divergências. Defina de quatro a cinco valores fundamentais da organização, aliando isso à missão, à visão e aos valores da empresa e coloque tudo no papel. Todos precisam ter a mesma visão e se não tiverem, correções precisarão ser feitas. Palestras e reuniões de conscientização costumam funcionar bem.

2) Avalie!
Com base nos valores fundamentais (competências organizacionais) que dão base à empresa, descreva-as e deixe claro para todos: o que são, porque são tão importantes e como podem ser evidenciadas. Crie uma escala de avaliação com número par de alternativas para eliminar os que estão "em cima do muro". Logo depois, peça para que todos os líderes (gerentes) avaliem os subordinados e que todos se auto-avaliem, com base nas competências organizacionais. Faça isso, deixando claro que nada tem a ver com aumento de salário ou bonificações. Repita esse processo periodicamente. Isso vai fazer com que a cultura da "avaliação" seja inserida na empresa, sem o peso das avaliações tradicionais, que visam benefícios apenas para os melhores.

3) Analise!
Analise os resultados obtidos nas avaliações e compare com os anteriores. Logo ficará evidente quem colabora com o negócio e aqueles que são bons líderes. Sim, os líderes também precisam ser avaliados. Essas avaliações apontarão aqueles que se desenvolveram, aqueles que ficaram parados e aqueles que estão piorando, para que os treinamentos sejam direcionados aos que têm interesse em evoluir profissionalmente na empresa

O Cirque du Soleil não se transformou no que é, do dia para a noite. No início, recrutar artistas era uma tarefa difícil. Hoje é diferente, artistas do mundo todo sonham em fazer parte deste grupo e formam filas para fazer um teste. A missão, a visão e os valores de uma empresa precisam ser mais do que três quadros bonitos na sala da recepção. Precisam estar em tudo o que a empresa faz e serem defendidos por todos, começando pela direção. Quando todos sabem aonde se quer chegar, fica mais fácil encontrar interessados e identificar quem contribui com a busca.

 

Palavras-chave: | avaliação de desempenho | Cirque Du Soleil | produtividade | talento |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (1)
Socorro Buna em 18/04/2013:
Parabenizo toda a equipe que ao longo período continua compromissada com seus leitores, disponibilizando artigos que agregam valores ao nosso dia a dia profissional.

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.