O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Inscrições abertas para o ConviRH - Congresso Virtual de Recursos Humanos!
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






06/08/2013
RH » Desempenho » Matéria Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Avaliação: um caminho para melhoria do desempenho

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

É notório que ao contratar um profissional a empresa espera que este talento retribua a confiança que lhe foi conferida através de uma boa performance e que agregue diferencial ao negócio. Contudo, para que isso seja possível, é fundamental que a organização deixe bem claro o que ela espera do funcionário, para que ele venha a apresentar uma melhor entrega durante suas atividades laborais.


Mas como a empresa pode vir a estabelecer um canal de comunicação claro, a fim de que o colaborador esteja ciente das expectativas da organização em relação e ele? Uma alternativa muito utilizada é a avaliação de desempenho - ferramenta tem o objetivo de mensurar a performance do profissional e, através do feedback dado pela liderança - permite que o talento venha a desenvolver ou aprimorar competências essências às atividades sob sua responsabilidade.


No Grupo Basequímica, por exemplo, a avaliação de desempenho passou a ser adotada desde 2010 para os setores administrativo e operacional, com o objetivo de propiciar melhoria contínua, bem como a valorização do capital humano a cada semestre. Graças à avaliação de desempenho, hoje a organização consegue mapear uma série de indicadores que dão importantes subsídios e que contribuem para a gestão da empresa como um todo, principalmente no que diz respeito à qualidade.


De acordo com Antônio Manoel Alecrim, diretor do Grupo Basequímica, o que motivou a companhia a instituir a avaliação de desempenho foi a necessidade de reter e de reconhecer o valor dos talentos. "Entendemos que esses são fatores estratégicos para o desenvolvimento da empresa", afirma, ao mencionar que todo o processo é conduzido a cada semestre pela área de Recursos Humanos, juntamente com o corpo gerencial.


Profissionais do Grupo Basequímica

Atualmente, o Grupo Basequímica possui um complexo de quase 50 mil metros quadrados e cerca de 300 colaboradores. O Grupo mantém três empresas dentro da sua estrutura corporativa, sendo a Basequímica a matriz, contando com uma linha de 300 itens variados de produtos químicos.


Principais dificuldades - É importante mencionar que para instituir a avaliação de desempenho, investiu na contratação de uma renomada consultoria externa para dar respaldo a todo o processo. Mesmo contanto com o apoio de consultores especializados, a Basequímica sentiu dificuldade para treinar as lideranças, pois era preciso que os líderes fossem proativos na avaliação e se preparassem para as retroavaliações. A solução, contudo, veio por meio de um intenso programa de treinamentos que possibilitou que as lideranças entendessem que o sistema de Avaliação de Desempenho era algo que passaria a fazer parte da cultura organizacional e os benefícios que isso traria para todo o corpo organizacional, independentemente do nível hierárquico.


"As principais fases do processo de avaliação de desempenho do Grupo Basequímica compreende a conferência dos indicadores, a montagem das regras de avaliação - quem participa, orientações dadas tanto aos avaliadores quanto aos avaliados, e distribuição das avaliações", sintetiza Antônio Manoel Alecrim. Inclusive, o diretor chega a enfatizar que o processo de avaliação impacta diretamente no crescimento interno dos funcionários. Isso porque através do resultado obtido pela ferramenta, a organização pode desenvolver e investir em treinamentos para garantir desenvolvimento e o crescimento dos funcionários. Esse plano de ação chega a subsidiar o Levantamento das Necessidades de Treinamento, conforme nossa política de Qualidade Total.


Antônio Manuel Alecrim diretor do Grupo Basequímica

Desempenho negativo - Se ao término do processo da avaliação de desempenho, a empresa constatar que o funcionário apresentou uma performance abaixo das expectativas esperadas, a ação imediata da companhia é oferecer ao colaborador todas as ferramentas para o seu aperfeiçoamento, inclusive subsídios para formação acadêmica. Segundo Alecrim, dentre os critérios considerados para avaliar o desempenho dos colaboradores encontram-se: assiduidade, pontualidade, entrega de resultados e cumprimento de normas. Já no tocante às competências, destacam-se: agilidade, comunicação eficaz, assertividade e poder de delegação.


Êxito do processo - Para Antônio Manoel Alecrim, a avaliação de desempenho tornou-se, sem dúvida alguma, um valioso recuso estratégico para a Gestão de Pessoas da Basequímica. E dentro deste contexto, as lideranças contribuem efetivamente para o êxito do processo. "Todo líder é instruído a ser um gestor de Recursos Humanos do seu departamento, e, portanto, torna-se corresponsável pelos resultados de seus subordinados. Ele deve apoiar, corrigir e aconselhar seus colaboradores, dentro de uma postura de delegação e de empowerment", conclui o diretor do Grupo.

 

Palavras-chave: | Grupo Basequímica | Antônio Manoel Alecrim | avaliação de desempenho |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

10° ConviRH



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.