O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






03/06/2013
RH » Desenvolvimento » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

A importância da qualificação para o mercado de trabalho

Por Flavio de Burgos Ribeiro para o RH.com.br

Tecnologia (midias sociais, mobile marketing etc.), Saúde (farmacêuticos especialistas no desenvolvimento de medicamentos), Educação (tecnólogos em TI e áreas de tecnologia, gestão empresarial, logística e transporte, gestão pública e pessoal), Engenharia (naval, civil, de produção etc.), Área de Óleo e Gás, são algumas das áreas em franca ascensão no mercado de trabalho, via de mão, há uma grande demanda por este tipo de mão de obra qualificada para que possam ocupar as vagas existentes, contudo, isso nem sempre acontece. Qual a dificuldade em por a pessoa correta na vaga certa? As pessoas estão se qualificando menos ou as empresas estão mais exigentes? O fato de ter o 3º grau completo será que é suficiente? Qual deve ser o diferencial para o mercado?


Ao contrário da realidade de antigamente, quando havia muitos profissionais para poucas vagas, hoje o mercado de trabalho está tendo muitas vagas, porém poucos profissionais preparados perante as exigências das empresas. O profissional que não tem uma qualificação demora mais para realizar as suas tarefas e isso leva tempo e dinheiro. Esse é uns dos motivos que leva a tanta exigência. Foi o tempo que até para ser auxiliar de serviços gerais, precisava ter só Ensino Fundamental. Hoje é necessário ter o Ensino Médio. Imaginem para outros cargos?


Infelizmente, o que percebemos é que as pessoas estão sim se qualificando cada vez menos, levando muitas empresas a praticarem o headhunter, ou seja, caçam talentos prontos em outras organizações para que possam ocupar essas vagas em aberto, oferecendo benefícios e vantagens para que essa migração seja feita. Prática essa que vem sendo cada vez mais comum entre as empresas que necessitam de mão de obra qualificada, sendo esta, cada vez mais escassa no mercado.

 

A pressa da Geração Y em querer conseguir entrar no mercado e conquistar cargos cada vez mais elevados e, na maiorias das vezes, sem possui credencial para isso, muitos apenas concluem a faculdade, sem possuírem cursos de qualificação, experiência profissional sólida, cursos de idiomas enfim, querem tudo para hoje e não fazem por onde, também são fatores que influenciam esta falta de qualificados.

 

A qualificação profissional nos dias atuais é um diferencial fundamental no momento de buscar e se candidatar a uma oportunidade de trabalho, e quando falamos em qualificação, falamos em conhecimento. Em outras palavras, é aquele profissional que saberá o que fazer dentro da empresa, ou seja, deve chegar pronto e preparado para atuar diretamente na função para que foi contratado.


E uma desculpa muito comum quando o assunto é qualificação, é a falta de tempo para estudar. Contudo, essa justificativa tem caído por terra há algum tempo, uma vez que com a facilidade da internet, é possível realizar diversos cursos, sem sair de casa, estudando na hora e quando você quiser, ou seja, se você administrar e gerenciar melhor seu tempo é possível fazer com que sobre, digamos, 30 minutos por dia para se dedicar a um curso online.


Cursos técnicos, novos idiomas, cursos de aperfeiçoamento e de qualificação hoje são imprescindíveis para aqueles que almejam sucesso profissional. Isto porque, concomitante a isso as empresas estão cada vez mais exigentes e buscam profissionais que possam efetivamente fazer a diferença naquilo que fazem. Mostrando além da qualificação, comprometimento, espírito de equipe e de liderança, capacidade de inovar e empreender e ambição, ou seja, ser e fazer a diferença. Sendo este o perfil mais procurado pelas grandes empresas.


O chamado gargalo do emprego está na ausência de profissionais especializados de nível superior, como engenheiros, e de
trabalhadores com formação específica, para os quais a demanda pode ser atendida com a promoção de cursos de pequena duração, sem exigência de alto nível de escolaridade.

 

Hoje estamos vivendo em uma sociedade que nos faz pensar o tempo todo e o mercado de trabalho também estar nos cobrando isso - raciocínio. Estamos em uma era que precisamos exercitar além dos músculos, também o cérebro. Estude, atualize-se, busque novos conhecimentos, aprenda um novo idioma. Leia mais, pois ler é descobrir novos horizontes, é dar permissão à imaginação para criar, viajar sem sair do lugar. Ler é conhecer novas culturas, novas formas de ter opiniões sobre qualquer assunto. É agregar conhecimentos, sabedoria. A leitura nos transforma em pessoas mais interessantes cheias de conteúdos incessantes.

 

Ter conteúdo intelectual, não é ser careta, fora de moda. Nos dias de hoje, conteúdo, e conhecimento são fatores que nos ajudam a ganhar o pão de cada dia.


É percebido aqui, em Feira de Santana/BA, que as empresas que estão se instalando na cidade e na região, estão em busca de profissionais com mais qualificação, tal como, o inglês fluente para cargos de coordenação em diante, o que requer das empresas de outsourcing uma grande capacidade de captação não só na cidade, nem só no Estado, muitas vezes precisando captar esses profissinais em outros Estados, o que acaba encarecendo os custos em busca destes profissionais que poderiamos ter aqui mesmo. Ficando desta forma as vagas que exigem um pouco menos de qualificação. Interessante também pontuar que é muito comum ouvirmos queixas do tipo "Ai oh! Tal empresa veio pra cá, mas os cargos mais altos são todos de fora, só deixam os cargos mais baixos pra cidade...".


Contudo é necessário que saibamos que realmente existem excelentes profissionai na cidade, porém, estes já estão empregados, e aqueles que ainda estão desempregados estão dentro do perfil citado neste artigo: desejam ocupar altos cargos e não querem se qualificar para os mesmos. Outra coisa que é perceptível é que quando cursos são trazidos da capital para a cidade, a maioria das pessoas não os valoriza, preferindo fazerem este mesmo curso na capital, claro aumentando os gastos para este investimento. Profissionais da área concordam que isso deve ser um prolema cultural, contudo, agraditamos numa grande mudança de comportamento devido ao grande crescimento da cidade com a vinda de grandes empresas e pelo aumento da oferta de cursos superiores e de qualificação profissional.


Cabe assim, aos profissionais de forma geral buscarem se qualificar e terem seu diferencial competitivo, ficando ainda de olho nas novas tendências do mercado e se antecipando para que possam, desta forma, terem chances reais de conquistarem o tão almejado emprego dos sonhos e ainda mais importante poderem continuar no emprego, isto porque o processo de qualificação e o desenvolvimento devem ser contínuos.

 

 

Palavras-chave: | prendizagem | crescimento profissional | mercado de trabalho |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (10)
Sabrina em 04/08/2015:
ótimo artigo, muito eficiente. De fato, o descaso pela qualificação profissional é imenso na população, e isso dificulta as empresas a apostarem em determinados perfis. Temos que entender que conhecimento e qualificação devem ser constantes, a não ser que o profissional não queira ser uma pessoa de sucesso. Parabéns, Flávio.

Gustavo em 18/06/2013:
Ótimo artigo. As pessoas precisam entender que o mundo gira e que precisamos seguir nessa evolução! Lembrei de tudo o que disse em suas aulas. Parabéns, Flávio!! =)

Marane Dias em 16/06/2013:
Parabéns pelo artigo Flávio Burgos, sempre reflexivo nas palavras. Estas nos alertam para a realidade no mundo o trabalho e nos faz querer mudar de comportamento para que sejamos bem sucedidos. Parabéns!

thyago em 16/06/2013:
Muito bom. Temos o hábito de esperar chegar para fazer acontecer, mas devemos na verdade fazer acontecer para esperar chegar prontos.

Liiu em 16/06/2013:
Gostei bastante, realmente hoje com tanta gente querendo um lugar ao sol, é importante as pessoas se qualificar para o mercado que a cada dia que passa esta ficando mais exigente

Naiara Farias em 06/06/2013:
Concordo. Realmente o diferencial está no aprimoramento constante, no desenvolvimentos das habilidades por meio do conhecimento e a falta de qualificação profissional é perceptível durante cada entrevista realizada!

Patrícia Burgos em 06/06/2013:
Parabéns ao autor Flávio Burgos. Sabias palavras. Hoje em dia as pessoas esquecem que um bom profissionalismo pode ser o decisivo no processo para ingressar no mercado de trabalho. Qualificação é o necessário. Formação no 3º grau pode ser comum, mas se qualificar e se destacar dos demais que é o diferencial, portanto, caros amigos, colegas e profissionais dedicados e interessados, capacitem se e tornem profissionais indispensáveis no mercado de trabalho e procurem sempre superar os déficits desse vasto mercado de trabalho que nos oferecem. Boa sorte e sucesso a todos!!

José Geraldo da Silva em 05/06/2013:
O mercado de trabalho realmente está a procura de profisionais qualificados? Não tenho dúvidas que há muitos destes à procura de nova oportunidade no mercado de trabalho, porém pelo fato de estarem acima dos 40 anos encontram dificuldades para retornarem. Esta certeza estou vivenciando na pele. Tenho boa experiência e qualificações que interessam ao mercado atual, mas pela "idade", acredito que a dificuldade aumenta.

Camila em 05/06/2013:
Muito bom o Artigo! Com certeza a busca da qualificação é um diferencial competitivo...É uma pena que poucos entendam isso!

Claudiano em 05/06/2013:
Excelente artigo. Recomendo para todos aqueles que querem crescer profissionalmente.

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.