O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






06/05/2014
RH » Desenvolvimento » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Neurocoaching – Transformando vidas, construindo sucesso!

Por Tiago Oliveira para o RH.com.br

VOCÊ REALMENTE SABE DO QUE É CAPAZ? Você pode acreditar que tudo o que a vida oferecerá no futuro é a repetição do que fez ontem e hoje! Mas, se prestar atenção perceberá que nenhum dia é igual ao outro e que, cada amanhecer promove uma nova mudança, um novo tempo.

Em épocas de extrema racionalidade em que se é movido pelo verbo "fazer", criar oportunidades para sentir tornou-se um grande privilégio. Desde o período da industrialização e da composição de processos mecanicistas, muitas empresas acreditaram que "fazer" era o suficiente para produzir um bom resultado de negócio. Porém, desde a virada do século em que profissionais foram acometidos por significativos sintomas de patologias psíquicas - resultando no aumento do número de pessoas afastadas do posto de trabalho e os custos indireto com pessoal - as empresas passaram a investir no desenvolvimento de ações motivacionais e abrem espaço para que seus colaboradores possam mostrar que vão além de uma fisiologia mecanicista que está condicionada a produzir continuamente.

Nessa jornada pelo "sentir" apresentada através de várias ações desenvolvidas pela liderança do mundo corporativo, é possível observar altos investimentos em motivação, bem-estar, saúde e qualidade de vida dentro do ambiente de trabalho, almejando como produto final o aumento dos indicadores nos relatórios gerenciais que apresentam os resultados do negócio, bem como, tornar a empresa "um lugar desejado para trabalhar", aumentando os indicadores de retenção de talentos e despertando o interesse de bons profissionais.

Todavia, produzir uma ação sem propósito e fundamentos claros dentro da organização, pode significar mais custo e menos resultado quando a necessidade organizacional não é devidamente diagnosticada e estudada pelos profissionais de Recursos Humanos.

Em mais de dez anos de atuação em liderança de RH, percebo que um dos erros mais comuns cometidos por grandes organizações, é desenvolver uma ação voltada para o "sentir" envolvendo todos os colaboradores; porém, sem oferecer o menor suporte para o time de líderes que nela atua. Alguns especialistas em RH são orientados em tratar o quadro de funcionários de modo generalista e muitas vezes com foco na redução de custos e adequação de budget (orçamento). De qualquer sorte, como pode uma empresa apresentar bons resultados quando equipes falam línguas diferentes, ou seja, quem nunca observou o RH de uma empresa promovendo uma ação humanizada e a liderança (pressionada pelos resultados) sabotando - em muitos casos de modo inconsciente - a diretriz proposta pela área que cuida de Gestão de Gente.

Por esta razão, os processos de Life and Business Coaching são cada vez mais requisitados por empresas que desejam ajustar o foco da média e alta liderança, afinal, até mesmo uma decisão top-down (de cima para baixo em inglês) que valoriza o sentir, precisa ser entendida por quem irá disseminar o novo modelo de trabalho humanizado.

Um processo que vem apresentando resultados surpreendentes é o NeuroCoaching - Transformando vidas, construindo sucesso. A metodologia foi desenvolvida a partir de mais de dez mil horas de conduções de coaching, entrevistas situacionais, levantamentos de necessidades, palestras motivacionais, treinamentos comportamentais, engenharia emocional e atendimentos psicoterapêuticos para líderes, executivos e empreendedores. Mais do que a condução de um processo de coaching, a metodologia inovadora conjuga o que há de mais inovador em avaliação de personalidade, desconstrução de crenças limitantes, ressignificação de missão, visão e valores do profissional apoiados no modelo da neuroanatomia que demonstra o funcionamento cerebral e a ativação das respectivas áreas que correspondem aos comportamentos apresentados no dia a dia.

A partir da metodologia do NeuroCoaching - Transformando vidas, construindo sucesso, estudos realizados por amostragem com grupo de 25 líderes (de janeiro/2013 até janeiro/2014) mostra que 81,80% dos participantes aumentou seu nível de satisfação e produtividade no ambiente de trabalho após a reconstrução de suas crenças e do entendimento do funcionamento do comportamento; enquanto 18,20% dos participantes mantiveram ou declinaram seus níveis de satisfação e produtividade no ambiente de trabalho após a reconstrução de suas crenças e entendimento do funcionamento comportamental.

O estudo realizado por O Novo Tempo - Psicoterapia & Coaching (www.onovotempo.com.br) também avaliou os resultados práticos no exercício da liderança e; quando os entrevistados foram questionados sobre o que havia mudado na prática, os resultados apresentados foram: aumento de salário; reconhecimento da liderança direta; mais autoridade e reconhecimento diante da equipe liderada; melhores resultados no negócio a partir de gestão compartilhada e humanizada, percepção de ambiente profissional mais saudável e maior motivação.

O principal objetivo da metodologia é mapear o modelo de funcionamento emocional, avaliar a personalidade, identificar crenças, analisar vocação profissional e; a partir de todos os dados apresentados em relatório de mais de 30 páginas que é entregue para o avaliado, desenvolver planos de ação e trabalhar duro com atividades práticas que permitam a reconstrução dos moldes de percepção do líder.

Há consenso sobre a personalidade ser um conjunto de comportamentos, em geral apresentados por um indivíduo. Algumas pessoas demonstram o mesmo comportamento em situações e tempos diferentes, já outras são bem mais instáveis. Emoções podem parecer frequentemente conscientes, mas são "reações internas" que surgem como respostas psíquicas aos estímulos do cotidiano, destinadas a nos afastar do perigo e nos aproximar da recompensa.

São geradas constantemente, mas em geral não temos consciência disso. Todos nós carregamos uma informação genética que determina as principais características psicofísicas que nos predispõe a comportamentos reativos, introvertidos, agressivos, permissivos etc.

A personalidade é um grupo de respostas habituais que se aprende a partir da interpretação e da reprodução do comportamento de outras pessoas. Se uma resposta é repetida com frequência, é codificada como MEMÓRIA e depois tornada "parte" da pessoa, como uma inclinação genética.

Por esta razão a metodologia ganha destaque e assume um papel multidisciplinar nas áreas de Recursos Humanos, Psicologia, Psicanálise, Coaching, Psicopedagogia e outras áreas relacionadas ao comportamento humano, permitindo o desenvolvimento de estratégias emocionais que otimizam os resultados nas diversas dimensões da vida humana: saúde mental, saúde física, saúde ocupacional, saúde espiritual, saúde social e principalmente saúde emocional.

O NeuroCoaching - Transformando vidas, construindo sucesso trabalha para que a equipe esteja inteira e integrada ao ambiente de trabalho, abrindo espaço para a criatividade, observações que resultam em melhoria contínua, gestão compartilhada, maior engajamento de todos os membros da equipe e acima de tudo, um ambiente em que a equipe não precisa contabilizar os minutos no relógio para minimizar sua vontade de largar tudo e fugir do posto de trabalho em nome de sensação eminente de exaustão e desconforto.

O resultado só aparece quando além de uma equipe motivada, há uma liderança engajada e comprometida em construir uma equipe motivada. Lembre-se dos velhos ditados que nunca saem de moda. Afinal, eles ainda representam o que chamamos de verdade: "Toda equipe é reflexo do seu líder"; "O líder precisa ser seguido por sua equipe e não perseguir uma equipe"; A gestão de conflitos só impede o nascimento da criatividade e dos bons resultados"; "O papel do líder é inspirar".

 

Palavras-chave: | coaching | inovação | programa motivacional | emoção |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (1)
Pedro em 17/05/2014:
Quero parabenizar o autor e a equipe do site pelo excelente artigo. Gostaria de sugerir uma entrevista sobre o tema, pois, além de novo, é interessante e tenho ótimas referências do trabalho. Pedro Moares - Gerente de RH

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.