O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Participante, assista e certifique a Jornada de Liderança!
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






02/03/2012
RH » Notícia Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

BNDES aprova R$ 1,5 bi para qualificação de mão de obra na indústria

O BNDES aprovou financiamento no valor de R$ 1,5 bilhão ao "Programa Senai para a Competitividade Industrial", que será implantado em todo o País pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O projeto visa aumentar a oferta de mão de obra qualificada e de serviços especializados para a indústria brasileira.

O financiamento corresponde a 74% do investimento total e foi aprovado no âmbito do Programa BNDES de Apoio à Qualificação Profissional do Trabalhador (BNDES Qualificação), criado para promover a educação profissional e tecnológica do trabalhador brasileiro.

Alinhado ao Governo Federal, o programa tem por objetivo contribuir para elevar a competitividade da economia brasileira, mediante o financiamento de programas de capacitação profissional, treinamento e especialização de mão de obra, condições fundamentais para a expansão dos investimentos do País.

Metas - A operação aprovada pelo Banco prevê a ampliação e modernização da rede de escolas e de centros de referência do Senai em todo o Brasil, além da criação de uma nova categoria de centros tecnológicos para fomento e prática da inovação.

Com base nas diretrizes de redução da escassez de mão de obra qualificada, do aumento da oferta de tecnologias avançadas e da inovação na indústria, o programa do Senai tem como meta dobrar a oferta de matrículas de educação profissional e tecnológica, através da abertura e modernização de escolas; e aumentar a oferta de serviços especializados.

Em termos quantitativos, o projeto prevê ampliar, até 2015, de 2,1 milhões para 4 milhões o número de matrículas na educação profissional. Isso representará aumento superior a 100% de alunos-hora efetivos na rede ensino profissionalizante.

Nos serviços técnicos e tecnológicos, a meta é aumentar de 127 mil para 283 mil o número de contratos de prestação de serviços, com crescimento significativo dos atuais 2,1 milhões de homens-hora equivalentes para 5,1 milhões em 2015. Esses investimentos permitirão aumento da empregabilidade para os trabalhadores brasileiros, além do incremento da produtividade da mão de obra na indústria.

O financiamento do BNDES destina-se, principalmente, às obras de infraestrutura (construção, modernização e ampliação de unidades), além da aquisição de máquinas e equipamentos destinados ao aparelhamento das unidades.

Brasil Maior - O tema da formação e qualificação profissional é parte integrante do Plano Brasil Maior (PBM), lançado no ano passado pela presidenta Dilma Rousseff, resultado da constatação de que a demanda por mão de obra qualificada cresce a taxas superiores à da oferta e que a formação profissional precisa se expandir e se adequar às necessidades de crescimento baseado na inovação.

A perspectiva é que haja um grande incremento na demanda por qualificação dos trabalhadores brasileiros, que necessitarão adquirir novas habilidades, tornando-se fundamental a expansão da oferta de ensino profissional de qualidade.

 

FONTE: Imprensa BNDES

 

Palavras-chave: | BNDES | Programa Senai para a Competitividade Industrial | indústria |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Programa de Autodesenvolvimento

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.