O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Participante, assista e certifique a Jornada de Liderança!
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






05/11/2002
RH » Liderança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Gestão por Excelência

Por Cláudia Patrícia Silvério Fragas Guimarães para o RH.com.br

O perfil de gestão do qual vamos falar, destaca algumas relevantes competências que devem possuir aqueles que exercem a função de liderança ou desejam exercer frente à equipe. Tratam-se de competências que são fundamentais para se tornar um líder de excelência, na busca de eficácia em sua performance, bem como na performance de sua equipe. Como se sabe, a liderança pode ser desenvolvida e dessa forma, pretendo aqui estimular um despertar para esta realidade.

Uma das competências mais importantes é a chamada Atuação Estratégica. Sua prática busca o estabelecimento de conexão com dois tipos de ambientes que influenciam diretamente nos resultados da equipe: os internos e os externos. À medida em que o líder desenvolve um olhar focado nesses dois ambientes, atua de forma a antever oportunidades e ameaças, tendências e inovações possibilitando o agir, ou seja, empreender esforços para a excelência na performance de sua equipe. A falta de atuação com foco sistêmico acarreta perda no rendimento e baixa performance na equipe. O adequado planejamento com estratégias bem definidas e a não adoção de sistemas de improvisos, os chamados "apagar incêndios", poderão gerar impactos positivos nos resultados da gestão.

A segunda competência a ser comentada é a Iniciativa. Através dela busca-se soluções viáveis para a produção de melhores resultados para a gestão, considerando a atuação do líder de forma pró-ativa na condução/solução de problemas. Destaca-se, portanto, que nem sempre esta competência é observada e praticada por alguns profissionais em posições de liderança.

Como não poderíamos deixar de abordar, o Compromisso com Resultados é uma competência bastante relevante. Quando observada e praticada pelo líder, trará credibilidade por parte de seus liderados. Uma vez que o líder influencia diretamente o comportamento de seus liderados, quando de sua aceitação, a prática de tal competência servirá como modelo a ser seguido e poderá gerar estímulos positivos na equipe, tornando-a cada vez mais compromissada com as metas a serem atingidas.

O líder deverá estar comprometido com sua equipe e atento às suas necessidades e, dessa forma, certamente sua equipe estará comprometida com suas propostas. É fundamental que o líder atue de forma a viabilizar os devidos recursos, estimular a criatividade e potenciais através da geração de desafios e incentivar o desenvolvimento profissional e pessoal, implementando ações que venham a criar um ambiente motivador e agradável para o adequado desempenho de seus colaboradores.

Quanto ao Relacionamento Interpessoal, é uma competência que merece uma atenção especial, pois é o principal pilar de sustentação da gestão por excelência. É através das relações e interações que tudo acontece, quer seja no sentido positivo ou negativo. Um líder de excelência cultua uma boa relação com seus colaboradores, tanto nas questões voltadas ao dia-a-dia de trabalho, através de orientações em relação aos trabalhos, quanto naquelas horas onde a emoção faz-se presente. É preciso que o líder esteja atento às atitudes de sua equipe, para melhor direcionar sua atuação frente aos acontecimentos.

Outra competência que se deve buscar desenvolver e praticar a todo momento é a Coerência. Esta competência é muito observada e valorizada pelos liderados. Lembramos que o discurso não deve ser diferente da prática e isso é um ponto de relevância que deve ser sempre observado na gestão. É preciso que o líder seja coerente em suas atitudes, com sua Missão e com sua equipe, pois quando a equipe observa contradição, certamente se comportará da mesma maneira, o que caracteriza a cultura do não comprometimento, ameaçando os resultados produzidos.

E quanto à Ética? Como fica esta competência, hoje tão valorizada nos meios empresariais? É preciso que a atuação do líder esteja sustentada em valores éticos e morais, gerando credibilidade e confiança na sua gestão por aqueles que fazem parte do seu convívio diário: Colaboradores, Clientes Internos e Externos, Parceiros e Fornecedores.

A Competência Técnica sempre deverá ser desenvolvida, considerando que todos os profissionais devem estar adequadamente preparados para os desafios em suas áreas de atuação, advindos de mudanças constantes, através da inserção de novas tecnologias e tendências.

A mensagem que você, profissional de RH, pode passar aos líderes, e também aproveitar para sua carreira é: busquem conhecer cada dia mais suas equipes, estejam atentos às suas expectativas de crescimento e suas necessidades. Incentivem as potencialidades dos seus colaboradores, valorizem a prática das competências que norteiam a gestão de excelência e certamente colherão bons frutos.

Palavras-chave: | gestão | líder | competência |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Programa de Autodesenvolvimento

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.