O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Obrigado a todos os participantes da 1ª Turma Jornada Virtual!
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






01/09/2008
RH » Liderança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Liderança e tomada de decisão

Por Édiner Antônio Carissimi para o RH.com.br

Nos dias atuais vivemos em um mundo globalizado, onde os negócios têm evidenciado que uma empresa bem sucedida é aquela concentradora de esforços em serviços, aumentando o grau de satisfação de seus clientes sem encarecer a operação, tendo como meta utilizar-se de todos os meios e recursos disponíveis para melhor prestar serviços. Clientes, quando adquirem um produto, na verdade, desejam receber a melhor solução para atender a seus anseios e desejos.

O pensamento de poder e autoritarismo empresarial passou definitivamente às mãos dos clientes, através do seu direito de escolha. Se uma empresa não procurar conhecer sua clientela para atender suas necessidades e expectativas, certamente haverá um concorrente que irá fazê-lo.

É indiscutível que a excelência no atendimento ao cliente é um dos maiores diferenciais competitivos do mercado e o fator principal para o crescimento das vendas é a evolução das empresas. Não existe organização estabilizada que prospere e conquiste mercado sem clientes satisfeitos.

As companhias terão que se adequar a essa nova era, ou seja, preocupar-se com a excelência da qualidade de seus serviços ou não sobreviverão no mercado. Os clientes desta nova era querem muito mais do que cortesia, querem serviços que agreguem valor, prestando ao consumidor serviços que, na sua percepção, atendam ou superem suas expectativas.

Para os gestores e profissionais de desenvolvimento de produtos de alta tecnologia o grande diferencial é apresentar novidades que tenham como maior atributo valor para os consumidores, ou seja, tenham desempenho em atender as necessidades dos clientes, seus sonhos e anseios baseados nos fatores de valorização individuais de cada indivíduo. Todos os dias estamos em freqüentes mudanças e passamos por desafios pessoais e profissionais em nossas vidas, tais desafios necessitam de decisões importantes que podem modificar nossos futuros e de muitas pessoas, bem como processos envolvidos em uma organização empresarial.

Tomar decisões despende análises eficientes e eficazes do dia-a-dia profissional. Os diferentes cenários e situações de conflitos no mundo administrativo e dos negócios não conhecem receitas básicas e padronizadas, mas sim nos remete a diagnosticar as melhores soluções e alternativas para o processo decisório.

Administração é a tarefa de interpretar os objetivos propostos pela companhia e transformá-los em ações corporativas por meio de planejamento, organização, direção e controle de todos os esforços realizados em todas as áreas e todos os níveis da organização; a fim de alcançar tais objetivos da maneira mais adequada à situação, identificando as melhores ferramentas a serem utilizadas para obtenção dos resultados propostos.

Um dos principais objetivos no estudo da administração é o método de organizar as atividades propostas e respondê-las, de modo que haja um planejamento e controle dos recursos a serem analisados; pois a Administração tem também o papel de planejar, e de controle dos recursos, a fim de encontrar seus respectivos objetivos. A análise provoca uma alavancagem e impulsiona as atividades da empresa, empregando novos métodos administrativos, utilizando novas técnicas de trabalho e a observação da teoria e práticas já existentes no mercado, sem o comprometimento do fluxo da empresa com sua produção de trabalho.

Passando pelas etapas de identificação e definição do problema, geração de alternativas de soluções, e seleção e implementação da solução escolhida, a liderança estrutura sua estratégia de tomada de decisão, maximizando, satisfazendo e otimizando os resultados com excelência adequada para o processo decisório.

A resistência às mudanças e o perfil arrogante na liderança e administração de pessoas são os maiores entraves para o desenvolvimento dos executivos de nossa geração. Idéias e soluções que anteriormente funcionavam, hoje podem ser meras ferramentas de arquivo e, muitas idéias que eram tidas como inadequadas, podem resolver grandes problemas organizacionais.

Cabe ao líder não se deixar cair na zona de conforto, atualizando-se ao mercado de negócios e tendo a flexibilidade esperada pela profissão, liderando equipes funcionais de forma a motivar e desenvolver suas competências com segurança e inteligência organizacional. Contanto, o novo líder é aquele com a capacidade de enxergar o futuro, de projetar seu sonho, encontrar oportunidades para todos os interessados, compartilhar decisões e mobilizar sua equipe para ajudar a transformar esse sonho em realidade, independentemente do cargo que ocupa, do tamanho e da qualidade de sua equipe.

Palavras-chave: | liderança | decisão | sucesso |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Programa de Autodesenvolvimento

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.