O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Inscrição com 10% de desconto para a Jornada de Liderança
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






28/10/2003
RH » Liderança » Entrevista Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Amil: 25 anos de conquistas

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Aos 60 anos, o médico Edson Godoy Bueno vem se destacando no mundo empresarial por ter características marcantes como a ousadia e a coragem. E não é para menos. Em 1972, ele comprou uma casa de saúde falida, na Baixada Fluminense e em 25 anos de tenacidade criou o Grupo Amil, que atualmente conta com 12 empresas e 9.400 funcionários diretos e centenas de indiretos. Atrás apenas das seguradoras Bradesco e Sul América, o Grupo Amil movimentou somente em 2002 cerca de 2 bilhões de reais, com 1,3 milhão de associados."Foi um crescimento com muita luta e desafios constantes. Quando vimos, já éramos grandes", diz Edson. Em entrevista exclusiva ao RH.com.br, Bueno falou um pouco do trabalho que a empresa vem desenvolvendo na área de Recursos Humanos.

RH.COM.BR - Amil vem se destacando por desenvolver uma política diferenciada em Recursos Humanos, atuando de maneira ativa juntos às lideranças. Por que a organização adota essa postura?
Edson Bueno - Desde a sua criação, a Amil sempre teve uma constante preocupação com o desenvolvimento profissional e pessoal dos seus colaboradores, médicos, equipes de vendas, áreas técnicas e de atendimento. Costumo destacar que não só atuamos junto aos líderes, mas também diante de todas as áreas. Para isso, promovemos sistematicamente workshops, programas de imersão, cursos e palestras que visam proporcionar a integração, a motivação e a troca de experiências entre os profissionais.

RH - A Universidade Corporativa Amil tornou-se uma ferramenta estratégica para a corporação. Qual o papel dessa instituição no dia-a-dia da empresa?
Bueno - Criada há mais de doze anos, a Universidade Corporativa Amil tem desenvolvido vários projetos que atendem os diferenciados setores da nossa corporação. É através da universidade que desenvolvemos ações que estimulam o indivíduo a buscar o constante aprendizado através do desenvolvimento pessoal e profissional, valorizando as relações e o reconhecimento compartilhado. Com isso, temos a confiança de que nossa postura representa uma vantagem competitiva no mercado atual, uma vez que nossa direção não poupa esforços para o crescimento das pessoas que são o nosso maior diferencial.

RH - Atualmente, quais os programas que a empresa desenvolve para as lideranças?
Bueno - Dentre os nossos programas, posso destacar o Amil 2020 que é um evento que acontece duas vezes ao ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Há doze anos, esse programa é direcionado para toda a diretoria do Grupo Amil, onde após a leitura de um livro, acontece um workshop voltado para o desenvolvimento e as formas de aplicação do conteúdo da empresa. Nesse evento também costumo realizar palestras. Contamos ainda com o ABA, um curso nos moldes de um MBA interno. Através de seleção rigorosa, oferecemos um treinamento com ênfase em business, ou seja, tendência, tecnologias e mercado. No Rio de Janeiro, mantemos parcerias com a COPPEAD/UFRJ e o IBMEC, e em São Paulo, com a Fundação Getúlio Vargas. Os curso do ABA são oferecidos a partir do nível gerencial e hoje todos os líderes do Grupo Amil têm, pelo menos, o curso de MBA. Além dos que já citei, temos ainda o programa CEO que é uma reunião que ocorre quatro vezes por ano, para realizarmos nosso planejamento estratégico e fazermos nossa apresentação de resultados financeiros, de qualidade e de Recursos Humanos. No CEO contamos com a participação dos presidentes e das principais lideranças do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Curitiba.

RH - Quais os planos que o Sr. tem para as lideranças do grupo a curto, médio e longo prazos?
Bueno - Sempre costumo afirmar que nossa filosofia é buscar mais do que chefes. Nós procuramos líderes inspiradores, que atuem como verdadeiros gestores de RH. A curto e médio prazos vamos realizar outra etapa do ABA e o ABA Master que é voltado para a reciclagem, com abordagem de temas internacionais. Em longo prazo vamos expandir o ABA, cada vez mais, para cursos no Exterior, visando sempre à atualização da nossa equipe.

RH - Na sua visão, qual o perfil que o mercado atual exige das lideranças?
Bueno - Hoje, o mercado busca um líder que esteja mais voltado para as pessoas, do que mesmo para o nível técnico. O mercado procura aquele líder que faça a diferença e consiga motivar sua equipe, em que o processo sempre esteja alinhavado com as estratégias do negócio.

RH - Além dessas ações, a Amil desenvolve outras atividades que beneficiem os demais colaboradores?
Bueno - É claro. Para você ter uma idéia, desenvolvemos o Treinamento Experiencial ao Ar Livre (Teal), que é um programa de imersão voltado para colaboradores, executivos, equipes de vendas e médicos do Grupo Amil. Durante três dias, grupos de até 30 pessoas participam de exercícios ao ar livre para vivenciar conceitos como liderança, trabalho em equipe e desafios. Presente no Brasil desde 1991, mais de três mil pessoas já participaram desse treinamento, aplicado em parceria com a Dinsmore Associetes, empresa que trouxe esse método para o nosso País. Também criamos o E-ABA que é um programa que incorpora o e-learning como ferramenta de aprendizagem e busca a capacitação profissional, através de temas atuais e as mais novas tendências. O E-ABA alia tecnologia e aulas presenciais, ministradas pelos executivos da Amil. Para premiar nossos colaboradores, temos o Idéias Nota 1000 - um programa de sugestões onde todos, independentemente do nível hierárquico, podem sugerir inovações e transformações na empresa. A análise de todas as idéia é feita pela alta administração, o que demonstra a importância desse projeto para a Amil.

RH - Uma característica da sua gestão é que, sempre que possível, o Sr. comparece aos treinamentos corporativos. Essa é a marca pessoal do presidente Edson Bueno?
Bueno - Acredito que sim, pois me considero o primeiro executivo de treinamento do Grupo Amil. Na nossa empresa, nunca houve corte para treinamentos. Nossa política diz que quanto maior a crise e as dificuldades, mais investimentos devem ser feitos na área de treinamentos. Primeiro devem crescer as pessoas, para que a empresa cresça em seguida.

RH - Outra característica sua, é que o Sr. procura destacar o papel da área de Recursos Humanos. O RH é considerado um parceiro estratégico da Amil?
Bueno - Sem dúvida alguma. O RH da Amil é uma área ligada diretamente à diretoria e à presidência, isso reflete o seu papel de destaque dentro do grupo. Nosso modelo de gestão é pautado em pessoas.

RH - O Sr. afirmaria que o grupo Amil possui uma política de RH diferenciada?
Bueno - Claro que sim, pois investir no desenvolvimento profissional e pessoal de nossos colaboradores é a filosofia que conduz o nosso modelo de gestão, modelo de excelência em serviços e singularidades competitivas, devido a esse pensamento empreendedor e futurista. Durante três anos, a Amil conquistou posição de destaque no guia da Revista Exame, figurando entre as melhores empresas para se trabalhar no País, após um levantamento minucioso sobre benefícios, assistência médica e qualidade no ambiente de trabalho que oferecemos aos nossos funcionários. Isso reforça o modelo de gestão que adotamos.

Palavras-chave: | Edson Bueno | Amil |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (1)
maria claudia lima dos santos em 25/06/2012:
Realmente a empresa familiar dar valor ao empregado. Trabalhei pouco tempo no Cardiotrauma Ipanema. Adorei e gostaria muito de voltar para empresa - tratam as pessoas sem diferenças. Maravilhoso

 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos

Programa de Autodesenvolvimento



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.