O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Inscreva-se para a 2ª turma da Jornada de Liderança.
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






20/03/2012
RH » Motivação » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Criatividade, motivação e tecnologia

Por Gilclér Regina para o RH.com.br

A transformação do trabalho humano em atividade criativa tem sido alvo do pensamento moderno de muitos autores que trabalham a motivação como estratégia no contexto da criatividade e tecnologia que produzem resultados. O inventor Thomas Edison produziu tecnologia com uma capacidade inventiva que provavelmente nenhum outro cientista conseguirá superar.

Acredito que Thomas Edison não é uma exceção e que mais facilmente encontramos exemplos de criatividade pura na tecnologia e nos congressos de inventores do que na própria ciência. Criatividade não é somente gerar coisas novas... É também abandonar coisas velhas.

O cientista opta por preterir engenhocas em favor do artista. Essa é a dualidade da criatividade com a tecnologia que todos que trabalham com inovação vivem. O fascínio do cientista pelo artista não é simples esnobismo... Trata-se de mais uma manifestação da sua obsessão pela criatividade. É como se vivesse em eterno estado de namoro não correspondido.

Você já imaginou oferecer uma grande ideia capaz de solucionar um grande problema durante uma das mais graves crises da empresa onde trabalha? E que tal ter a inspiração para criar um produto ou serviço que se transforme em sucesso absoluto no mercado?

Isso me faz recordar um pensamento antigo que compara a curiosidade ilimitada e desmascarada das crianças com a de alguns cientistas. Original é o exemplo de Albert Einstein quando indagado pelos colegas professores da Universidade de Princeton nos Estados Unidos sobre ele perder tempo dando aulas particulares para uma menininha de 10 anos.

Qual foi a sua resposta? Vocês não imaginam as perguntas que ela me faz! Uma criança é autêntica e se ela questionar por que não cabem 1500 pessoas num avião, não tem o menor receio de perguntar, porque o seu pensamento é mesmo criativo e a ciência deve muitas histórias de sucesso a essa pureza infantil.

Por outro lado, aprendemos também que quem pergunta tem mais chances do que quem responde. Tem-se aí a oportunidade da resposta, isto é, de um novo aprendizado. O mesmo Thomas Edison estava num certo dia muito cansado e após 1.042 tentativas de encontrar a resposta para a invenção da lâmpada elétrica resolveu relaxar.

Estava ele deitado no sofá descansando quando começou a ouvir a conversa de sua esposa com a vizinha. E uma dizia a outra: "Fulana é uma cabeça oca". E neste momento, Edison gritou lá de dentro: "Mary, we are rich", isto é, Mary, nós estamos ricos. Ele associou algo que "fosse oco" e conseguisse segurar o oxigênio, não apagando a ideia da eletricidade que já fora descoberta 80 anos antes, ou seja, duas hastes com uma ligação entre os pólos incandescentes... Mas apagava rapidamente por causa do ar. Haja criatividade. Haja bom humor!

Porém dificilmente alguém irá superar o inventor dos inventores, Leonardo da Vinci, que teve nove profissões e suas incursões inventivas passaram por pintura, escultura, arquitetura e ciência.

Nos dias atuais ficamos obsoletos a cada segundo que passa. A regra é: ver o que todo mundo vê... Mas enxergar diferente! O mundo passou a ser seta e não alvo, isto é, ninguém espera o seu concorrente fazer alguma coisa diferente para, então, agir. O sucesso é de quem faz primeiro, portanto a regra é correr.

Quando se fala em criatividade e em tecnologia, o erro primário das empresas é não perguntar ao seu pessoal, o que é que motiva? Afinal, ambas as situações requerem um pessoal concentrado, comprometido e motivado para transformar sonhos em realidade.

Essa é a história recente da Microsoft com Bill Gates e aí podemos citar Google, Yahoo e outros... Exemplos atuais de criatividade com tecnologia. Vai vencer o jogo da vida profissional aqueles que ajudarem seus clientes não perderem mais tempo, através da motivação, das melhores práticas humanas de relacionamentos, através da criatividade que proporciona um mundo de inovação e tecnologia onde todos saem ganhando: o profissional com os resultados, o cliente com o conforto e bem estar.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus.

 

Palavras-chave: | criativo | tecnologia |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos

Programa de Autodesenvolvimento



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.