O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






07/05/2012
RH » Motivação » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Não basta saber, é preciso fazer

Por Evaldo Costa para o RH.com.br

Tem muita gente que acha que o saber por si só garante o sucesso. Há muita gente disposta a se sacrificar financeiramente para adquirir conhecimento facilitado.

Mas será que quem busca o saber deseja mesmo conhecimento? Pode parecer estranho, mas pense, por exemplo, na pessoa que paga caro para cursar uma universidade e não comparece a todas as aulas. Pense naquele que se matricula em um curso caro em relação as suas posses e não comparece a todas as sessões, chega atrasado e não faz todos os exercícios propostos.

Pense também naquele que faz vários cursos e não coloca um único em prática. O que essas pessoas buscam afinal de contas? É bem provável que boa parte das pessoas que agem assim, estejam mais interessadas nos títulos que receberão (formação), do que nas informações que levarão para a vida.

É preciso ainda considerar que o fato da pessoa tentar parecer interessada, não quer dizer que ela está realmente interessada. Pense, por exemplo, naquelas pessoas que comparecem a todas as sessões do curso, participam dos exercícios propostos e anotam quase tudo que ouve. Quantas delas você acha que ao final do evento consultará as suas anotações? Pode ter certeza que são poucas que se interessam de verdade. A maioria provavelmente deposita o material no fundo de uma gaveta ou na prateleira da estante.

A minha experiência de conferencista, coach ou facilitador em treinamento, revela que muitas pessoas confundem ouvir falar, com conhecimento. É mais ou menos assim: você está assistindo uma palestra, o conferencista aborda um assunto e alguém ao seu lado diz: "mas isso eu já sabia". Muitas vezes a pessoa já ouviu falar, ou leu em algum livro, artigo, jornal e acha que domina o assunto.

É fundamental saber que o verdadeiro saber, é mais do que ter ouvido falar. É ter meios e capacidade para transformar a informação em algo mais valioso do que ela própria. Além disso, é preciso ter a consciência de que para vencer na vida, não basta saber, é preciso fazer. É como disse Martyn Lloyd Jones: "Os homens que tentam fazer algo e falham, são infinitamente melhores do que aqueles que tentam fazer nada e conseguem".

Além disso, tem muita gente que sabe muito e faz pouco. Gente que acha que basta estudar e sentar na frente da televisão que o sucesso chegará pelo controle remoto. Gente que prefere ignorar os ensinamentos de Walt Disney ao revelar que "A melhor maneira de fazer alguma coisa é parar de falar e começar a agir". Gente assim ainda não descobriu que o sucesso advém da capacidade de transformar o conhecimento em algo que as outras pessoas apreciam.

Então, podemos dizer que o sucesso está mais próximo dos que associam o saber com o fazer, transformando-os no saber fazer algo com maestria. Aquele que de tanto fazer, desenvolveu uma habilidade que causa admiração. Há muitos bons exemplos de pessoas de sucesso que encantaram e encantam o mundo com enormes capacidades de saber fazer.

No entanto, vou concluir este artigo prestando uma homenagem a um ilustre brasileiro, mestre na arte do humor, que faleceu recentemente. Estou falando do iluminado Chico Anísio, que tantas alegrias nos proporcionou. Usou como poucos a arte do saber e do fazer, para saber fazer humor da melhor qualidade.

 

Palavras-chave: | crescimento profissional | meta |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (1)
Rachel em 18/05/2012:
Ótima abordagem! Parabéns!

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.