O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






20/08/2013
RH » Motivação » Dicas Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Por que as empresa adotam a meritocracia?

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Receber de acordo com a entrega de resultados dados à empresa, graças ao mérito de cada profissional. Isso é o que se propõe a meritocracia - um sistema que tem sido adotado como forma de atrair e reter talentos em uma realidade organizacional que exige cada vez mais entrega e comprometimentos dos funcionários. Confira abaixo, alguns dos benefícios que a meritocracia proporciona às empresas.

 

1 - A empresa que adota a meritocracia atrela sua gestão ao estabelecimento de metas, ou seja, determina até onde o funcionário deve chegar para ter o seu mérito transformado em uma gratificação ao final de cada período estabelecido.

 

2 - Uma vez que as metas são estabelecidas, é possível observar com clareza as métricas que asseguram a qualidade dos serviços. Isso, por sua vez, impacta diretamente no aumento da satisfação do cliente externo e as chances de crescimento do negócio tornam-se mais expressivas.


3 - O que a empresa espera do funcionário passa a ser claro e não existe mais espaço para o "eu não sabia disso" tanto da parte do líder quanto do liderado. O colaborador, independentemente do nível hierárquico, terá que fazer a sua parte e se empenhar para que seu mérito seja reconhecido.

 

4 - O sistema meritocrático chama para cada membro da equipe a responsabilidade de suas respectivas atribuições. Isso faz com que as pessoas passem a tomar iniciativas que exercerão influência direta tanto no desempenho individual quanto coletivo.

 

5 - A prática do feedback pode e deve ser usada na meritocracia. O profissional sabe qual a meta que deve ser atingida ou superada, mas para isso precisa estabelecer com sua liderança o hábito de saber se seu desempenho está sendo ou não satisfatório para o atingimento dos objetivos propostos e o que pode ser feito para concretizá-los. Nesse caso, vale o registro do aprimoramento e o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais.

 

6 - Quem dá o melhor de si é recompensado através de bonificações. Quando isso ocorre, os talentos internos têm a oportunidade de fazerem projeções futuras tanto para o campo pessoal quanto profissional. Com o reconhecimento advindo da meritocracia a pessoa poderá realizar desde uma viagem ou até mesmo investir no seu desenvolvimento, realizando um curso considerado fora da sua realidade financeira.

 

7 - O aumento da produtividade torna-se um reflexo da adoção da meritocracia. Estabelecidas as metas, os profissionais estarão empenhados na obtenção constante dos resultados e estabelecerão metodologias que lhes farão aprimorar os processos já adotados. Nesse momento, novas ideias também podem ser apresentadas e quando implantadas podem otimizar o desempenho de todo um departamento.

 

8 - Na busca por pela superação as pessoas tendem a trabalhar em equipe, pois entendem que não se chega sozinho a lugar algum. O sistema meritocrático reconhece o valor dos talentos e transforma isso em bonificações individuais. Contudo, se existir o isolamento dos profissionais todos serão prejudicados. Tomemos como exemplo a recepcionista que deixa de transferir as ligações de forma eficiente para o setor de vendas. Isso impactará não apenas no mérito dela, como também nos profissionais que deixaram de efetivar uma venda, porque não receberam o telefone de um cliente que e acabou migrando para a concorrência.

 

9 - Competitividade saudável, atrelada a resultados. A organização deve fazer com que as pessoas entendam e apliquem a seguinte premissa no dia a dia: "Eu e meu colega de trabalho recebemos de acordo com nossos méritos e não porque existem preferências ou apadrinhamentos internos". Isso fará com que as pessoas compreendam que todas são valorizadas e têm chances de crescimento interno, para isso basta apenas que deem a entrega esperada.

 

10 - Atração e retenção de talentos, principalmente para os profissionais que gostam de receber desafios constantes e desejam e ser valorizados pela organização, principalmente no quesito remuneração. Vale uma ressalva aqui, com o passar do tempo a maioria das pessoas passa a compreender que sem qualidade de vida e um clima organizacional satisfatório, uma bonificação diferenciada não será vista como fator de permanência numa empresa.

 

Palavras-chave: | meritocracia | produtividade | benefício |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (3)
Cariza em 05/09/2014:
Patricia, achei interessante seu artigo. Gostaria de saber em qual autor você se baseou para escrever, gostaria de incluir por no meu trabalho algumas citações. Obrigado

Carolina em 01/09/2014:
Acredito muito na meritocracia como um meio de incentivar a produtividade, mas vejo perigos em sua implantação. Acho que a premissa de que um funcionário que sabe que será avaliado por seu mérito trabalhará em equipe não é verdadeira. Muitas vezes esse é justamente o problema na implantação de um meritocracia, pois gera-se muita expectativa individual e competitividade, a não ser que a empresa ofereça prêmios atrelados a resultados de equipe, incorporando este valor ao mérito individual. Outro perigo importante de ser citado é o uso da meritocracia como uma justificativa para uso de meios anti-éticos na busca de resultados a qualquer custo. Assim, ainda acredito que a meritocracia deva ser implantada para alavancar o desempenho e gerar um senso de justiça em premiações e progressões salariais, mas os valores envolvidos no mérito devem ser vistos antes de qualquer outro fator de ordem prática.

Wander Tadeu Rocha em 30/08/2013:
Sou Administrador e trabalho em uma empresa de prestação de serviços. Achei muito bom o artigo, pois mostra a realidade das organizações hoje, onde buscamos pessoas compromissadas, e que não pensem somente em remuneração, pois acho que uma boa remuneração depende de cada profissional. Trabalhar baseado em metas, demonstra organização e capacidade. Temos que demonstrar profissionalismo e competência, assim, os benefícos virão automaticamente.

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.