O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






29/03/2016
RH » Mudança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

O bom atendimento como diferencial em tempos de crise

Por Carlos Alberto Ferreira para o RH.com.br

Você já percebeu que quando você é atendido por alguém com um sorriso largo no rosto, mostrando vontade e comprometimento, seu cérebro e corpo automaticamente se predispõem a ouvi-la de forma positiva e aceitar o que ela diz? O contrário também acontece: alguém com cara de mal humorado também te prepara, mas negativamente.

De fato, mostrar prazer pelo que faz e gostar de interagir com pessoas é peça chave para encantar clientes, sejam os externos ou os internos, e isto inclui o seu chefe. Então, em uma época de altos índices de desemprego como a atual, uma excelente forma de um profissional se diferenciar no mercado é se tornar um especialista em atendimento.

Afinal, em uma comparação entre pessoas, é provável que o que você faz seja igual ao que um monte de outras pessoas faz - e isto pode torná-lo descartável -, mas como você faz pode ser único e insubstituível. O que diferencia um profissional dos demais no mercado não é exatamente aquilo que ele faz e sim de que maneira ele faz. Afinal, dias ruins, situações negativas e pessoas complicadas acontecem em todas as empresas, aliás, acontecem também em todas as famílias. Então, por que demonstrar impaciência ou negligência diante de fatos que deveriam ser considerados normais por um profissional de verdade?

Quando você consegue criar uma forma diferenciada de fazer seu trabalho, com comprometimento, atenção e prazer, dificilmente sua empresa vai poder abrir mão de você. Pessoas assim trazem lucro, fidelidade, e nenhuma companhia pode abrir de colaboradores que tenham este perfil, principalmente em momentos de crise.

Alguns dizem que "atender bem é uma arte" e isto pode dar ideia de que é preciso ter um dom para fazer um bom atendimento. Este dom até pode ajudar muito, mas, ao contrário do talento para a música ou a pintura, atender bem pode ser uma questão de decisão. Você pode simplesmente querer e isto bastaria para ter sucesso nesta função.

Aqui vão algumas dicas práticas e objetivas:


- Seja competente naquilo que faz, estudando sempre (e cada vez mais) sobre as tarefas da sua função.
- Seja habilidoso em perceber e solucionar problemas, não fazendo apenas "a sua parte".
- Demonstre real preocupação com os resultados do seu trabalho e da empresa.
- Tenha metas e trabalhe dure para alcançá-las e superá-las.
- Preocupe-se em se comunicar bem, seja na escrita ou na fala.
- Saboreie o prazer de sorrir e contagiar as pessoas com o seu sorriso.
- Desenvolva suas habilidades de negociação.
- Exercite o hábito de tentar melhorar todos os processos. Reconheça que tudo pode ser melhorado, mesmo aquilo que parece perfeito.

Se você, leitor, age dessa forma, parabéns. Com certeza é respeitado por sua empresa ou será facilmente absorvido pelo mercado de trabalho, se decidir trocar de emprego. E diante de crises, você dificilmente será uma das opções de saída em caso de necessidade da empresa.

Mas se você ainda não percebeu a importância das dicas acima, ainda dá tempo, pois, como eu disse, isto pode ser uma simples questão de decisão. Decida agora!

 

Palavras-chave: | aprendizagem | relacionamento interpessoal | comprometimento |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.