O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






06/04/2010
RH » Responsabilidade Social » Matéria Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Como difundir a sustentabilidade junto aos colaboradores?

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

A preocupação com a preservação e a salvação da Terra ecoa em todo o planeta. Governos das várias esferas, entidades civis, não-governamentais e grupos conhecidos internacionalmente como o Greenpeace tornaram-se agentes ativos pela preservação da vida. As grandes produções cinematográficas mostram, cada vez mais, que a interferência do homem sobre a natureza traz danos assustadores. Não foi por acaso que o filme "2012" dirigido por Roland Emmerich e estrelado pelo ator John Cusack levou a Columbia Pictures ter arrecadado cerca de 225 milhões de dólares no primeiro fim de semana. Afinal, a superprodução levou milhões de pessoas a pensarem melhor sobre o que é ficção ou o que aguarda o futuro da humanidade.

Por um motivou ou outro, a realidade mostra que cada vez mais as empresas empenham-se em investir em ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável. As iniciativas surgem naturalmente e cada organização mostra que pode fazer a sua parte. Um exemplo que pode ser conferido na prática acontece na empresa APO - Assistência Personalizada Odontológica, que desde 2007 direciona uma política de conscientização junto aos colaboradores, aos profissionais associados e aos clientes.

Fundada em 1999, a APO - Assistência Personalizada Odontológica - é uma operadora de serviços odontológicos, faz parte Grupo Chams - que mantém uma área de vegetação nativa - mata atlântica - com mais 250 mil metros quadrados em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo. De acordo com Jorge Sahade Neto, diretor da APO, a grande mudança na empresa começou quando os executivos alteraram a sede administrativa da capital paulista para Santos. Nesse período, ele destaca que ocorram investimentos na área tecnológica para dar continuidade ao atendimento aos clientes, porém já pensando na melhora da qualidade de vida de seus colaboradores. Desde então, a direção da empresa direcionou foco em projetos de sustentabilidade.

Redução no uso do papel - Todo o trabalho direcionado à sustentabilidade na APO é realizado em conjunto com todas as áreas da empresa, quando ocorrem as reuniões de qualidade - chamadas CIGQ (Comissão Interna de Gestão da Qualidade) e coordenadas sempre pela direção da companhia. Hoje, uma das iniciativas que mais se destacam na organização é a redução do consumo de papel no dia a dia dos profissionais. Para se ter uma ideia, atualmente a empresa conseguiu reduzir em 75% o uso do papel - material que pode levar de três a seis meses para se decompor. No entanto, até o final de 2010, a meta é chegar ao percentual de 90% de redução do produto em procedimentos.

"Como temos uma equipe bem enxuta na sede administrativa, nos comunicamos através de e-mail marketing e pelas conversas diárias que temos. Já para os outros públicos que nos relacionamos e que não estão diariamente em nossa sede, enviamos comunicados via e-mail, bem como promovemos treinamento para as equipes nos consultórios. Elaboramos ainda um manual de utilização dos processos via internet", afirma Jorge Sahade Neto, ao ser questionado sobre como a empresa conseguiu diminuir significativamente o uso do papel. Vale salientar que a empresa sempre acompanha a evolução dessa iniciativa.

Na prática, os colaboradores internos da APO se conscientizaram e deixaram de imprimir documentos, o que contribuiu significativamente para a redução do consumo de papel. Hoje, antes de usarem qualquer "folha" pensam duas vezes no meio ambiente. Na área operacional, onde era detectada a maior utilização do papel, foram feitos investimentos em Tecnologia da Informação e os dentistas passaram a enviar as documentações de pacientes e os procedimentos através de uma área do site da empresa. A APO, vale destacar, também só utiliza papel reciclado em seus materiais comerciais e para impressões dentro da empresa. "Os papéis utilizados são separados e enviados para reciclagem", afirma o diretor da organização. A receptividade dos funcionários em relação a esta ação é avaliada como positiva, pois a preocupação em usar o papel com consciência já se tornou algo automático, prático e rápido.

Colaborador da APO aderiu ao ciclismo e contribui para a sustentabilidade

 

Pedalar faz bem - Outra ação interessante adotada pela companhia foi o incentivo ao uso de bicicletas. Hoje, por exemplo, há executivos na empresa que preferem ir para o trabalho pedalando e queimando calorias, do que utilizarem seus carros confortáveis. Jorge Sahade Neto lembra que Santos é uma cidade que tem uma enorme ciclovia na avenida da praia e a sede da empresa está próxima a esta avenida. Diante desses fatores, os colaboradores começaram ir para o trabalho de bicicleta. "O que fizemos foi somente montar uma estrutura com um bicicletário, armários e vestiários para o bem-estar deles e para que os outros também começassem a deixar seus carros em casa", cita, ao acrescentar que dessa forma, a equipe da APO colabora para a redução de gases poluentes. Vale lembrar ainda que ao utilizarem a bicicleta como transporte, os colaboradores cuidam da própria saúde, uma vez que pedalar é um aliado na redução da gordura corporal, melhora a função respiratória, diminui os percentuais de colesterol e triglicérides. Em alguns casos também reduz a ansiedade e a depressão, regulariza o sono, o que culmina  na melhoria do humor e até mesmo do desempenho dos profissionais. Somando-se a isso, é uma ótima alternativa de lazer para pessoas de várias faixas etárias.

 

 

Luz natural - Já para diminuir o consumo de energia elétrica, quando a empresa mudou-se para Santos, houve a preocupação de aproveitar, ao máximo a luz natural. A partir dessa proposta, o refeitório dos funcionários foi construído com janelas grandes o que facilita a entrada dos raios solares e para as áreas com pouca iluminação, adotou-se o acendimento automático de presença.

Ao ser indagado sobre os benefícios diretos e indiretos que essas ações trouxeram à organização, o diretor da APO menciona que mais do que a preocupação com os benefícios, a empresa tem em seu foco a sustentabilidade como um compromisso. No entanto, obviamente ele não nega que a redução do consumo de papel, de luz, traz diminuição de gastos, mas que esse assunto é tratado pela companhia como um meio de conscientização para todos os públicos com os a APO atua. Para 2010, a direção pretende criar uma campanha de orientação com os dentistas credenciados na rede quanto ao consumo e ao desperdício de materiais odontológicos. "Acreditamos que a sustentabilidade não tem q ser vista como um diferencial, mas sim, como um compromisso com a cidadania", conclui Jorge Sahade Neto.

 

Palavras-chave: | APO | Jorge Sahade Neto | cidadania | sustentabilidade |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (2)
Camila Ceccacci em 11/04/2010:
Atitudes que fazem a diferença. Excelente!! Exemplo de compromisso com as pessoas, com a sociedade e com o meio ambiente. Parabéns!

NIELSEN FREIRE DA SILVA em 09/04/2010:
Muito bom o artigo. Parabéns ao autor e especial a equipe da APO. A matéria leva-nos a refletir sobre as nossas práticas na empresa e sobre a necessidade urgente de mudança de nossos costumes (ou vício).

 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Seminários RH.com.br

Contagem Regressiva



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.