O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os Cursos Online e os Eventos Virtuais do RH.com.br!
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






12/08/2014
RH » Salários e Benefícios » Entrevista Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Os benefícios organizacionais mais valorizados no mercado

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

A atração e a retenção dos talentos envolvem vários fatores. Um desses sempre chama a atenção dos dirigentes organizacionais: os benefícios que podem ser oferecidos aos talentos, pois afinal tornou-se fundamental para as organizações encantarem, cada vez mais, os profissionais que fazem o diferencial e consequentemente agregam valor ao negócio. Diante disso, as empresas se empenham para identificar quais são os benefícios que mais atendem às necessidades dos seus colaboradores e estabelecem a meta de ficarem atentas ao que ocorre no mercado e às tendências que estão sendo adotadas, principalmente, pela concorrência.
Por essas e outras razões, as organizações desenvolvem ações que vão desde programas de melhoria da qualidade de vida até os chamados benefícios flexíveis, que compõem uma cesta em que os próprios colaboradores podem optar por aqueles que mais atendem às suas necessidades individuais. Para falar sobre a importâncias dos benefícios mais valorizados pelo mercado e as tendências que se estabelecem, o RH.com.br entrevistou Bruno Zanzarini, gerente de Benefícios da AD Corretora de Seguros. Segundo ele, no momento, o plano de assistência médica continua no topo da pirâmide dos benefícios escolhidos pelos profissionais que buscam atrativos corporativos. Em entrevista concedida ao RH.com.br, ele fala, ainda sobre o suporte que as consultorias especializadas podem dar à área de Recursos Humanos, quando o assunto em questão é benefícios. "Os benefícios flexíveis ainda são pouco utilizados entre as empresas, em função da dificuldade na gestão, de um possível passivo trabalhista e custo. Apesar disso, os benefícios flexíveis podem sim se tonarem uma constante entre as ações de Recursos Humanos", assinala o especialista. Confira a entrevista na íntegra e até breve!


RH.com.br - A retenção dos talentos é uma relevante preocupação das organizações e diante dessa necessidades muitas empresas implantam ações cada vez mais diversas. A área de Benefícios das organizações perdeu espaço para esses outros atrativos?
Bruno Zanzarini - De forma alguma e principalmente quando a área tem o suporte de uma consultoria de benefícios que fortalece a implementação, em conjunto com o profissional de Recursos Humanos, de programas de qualidade de vida, por exemplo. O profissional de RH exerce a cada dia um dos papéis mais estratégicos na organização que é o de identificar, reter e motivar os colaboradores que contribuem de forma significativa com o sucesso da empresa. Para isso, a consultoria de benefícios atua de forma a auxiliar o profissional de RH indicando as melhores práticas de mercado e, ao mesmo tempo, assume o papel buscar continuamente o controle dos custos com benefícios. Algumas consultorias de benefícios, por exemplo, contam com profissionais especializados na gestão da saúde e qualidade de vida, o que facilita ainda mais a implementação de programas customizados.

RH - Atualmente, quais os benefícios que mais se destacam e são considerados os "preferidos" dos profissionais?
Bruno Zanzarini - Podemos constatar que o plano de assistência médica continua no topo da pirâmide entre os principais benefícios escolhidos pelos profissionais que buscam atrativos corporativos. Contudo, não podemos deixar de mencionar que um bom plano de assistência à saúde tem que estar atrelado a uma boa política de benefícios, ou seja, regra de contributariedade atrativa para titulares e dependentes, desenho do produto sem cobrança de franquias e coparticipação.

RH - Ao optar por uma parceria com uma consultoria de Benefícios, como deve ser o relacionamento desta com o setor de Recursos Humanos?
Bruno Zanzarini - Costumo afirmar que a proximidade e o bom relacionamento da entre a área de Benefícios com o profissional de Recursos Humanos é fundamental para o sucesso do negócio. A consultoria de benefícios deve, necessariamente, manter um relacionamento próximo com o profissional de RH, com o objetivo de sempre mantê-lo informado sobre as melhores práticas de mercado, gerando relatórios de gestão, indicando programas de qualidade de vida e benefícios diferenciados com custos adequados. Essa relação próxima e constante certamente impacta diretamente nos resultados e obviamente, na obtenção dos melhores resultados.

RH - Quais os critérios essenciais para desenvolver uma política de benefícios consistente e atrativa?
Bruno Zanzarini - Como sabemos, o mercado torna-se cada vez mais competitivo e mutável. Diante desse cenário de transformações constantes é de suma importância avaliar o que as empresas do mesmo segmento oferecem aos seus colaboradores e, além disso, o que o mercado dispõe de produtos e serviços, adequados ao perfil de seus colaboradores, do seu segmento e região de atuação. Essas informações são fundamentais para dar sustentação a uma política de benefícios.

RH - Como manter um programa de benefícios atualizado, em relação às tendências do mercado?
Bruno Zanzarini - Manter-se atualizado em relação às práticas de mercado é um grande desafio, mas isso é, de fato, essencial para manutenção de um bom programa de benéficos. Para isso, a empresa pode contar com o suporte de uma consultoria de benéficos que auxilia o gestor de Recursos Humanos informando tudo o que acontece de novo em relação a tendências, produtos e serviços a partir das constantes informações que são coletadas no mercado, a partir do segmento, do perfil da própria organização. É preciso estar atento a tudo o que ocorre no mercado, pois o que aparentemente pode parecer inexpressivo, quando analisado a fundo, pode apresentar dados que agregam diferenciais a uma gestão.

RH -
A implantação de programas de benefícios flexíveis é uma tendência a ser adotada pelo mercado em longo prazo?
Bruno Zanzarini - Os benefícios flexíveis ainda são pouco utilizados entre as empresas, isso em função da dificuldade na gestão, de um possível passivo trabalhista e custo. Apesar disso, acredito que os benefícios flexíveis podem sim se tonarem uma constante entre as ações de Recursos Humanos, isso para aumentar a concorrência e os mecanismos de retenção de talentos. Não podemos deixar de considerar que essa prática possibilita que o colaborador adeque o benefício da empresa à sua necessidade dentro de um custo pré-definido, deixando-o mais livre para suas escolhas.

RH - Quais as vantagens que um programa de benefícios flexíveis traz em relação aos considerados tradicionais?
Bruno Zanzarini - Destacaria a disponibilidade dos serviços e dos produtos que habitualmente não são oferecidos pelas gestões de Recursos Humanos como, por exemplo, auxilio educação, auxilio creche, cesta básica, automóvel, entre outros. Além disso, como já mencionei anteriormente, torna-se uma a oportunidade de escolha do próprio profissional que opta por benefícios que mais atendam às suas necessidades do dia a dia.

RH - Quais as ferramentas que uma empresa pode utilizar para mensurar os resultados de sua política de benefícios e, consequentemente, melhorar possíveis pontos em sua gestão?
Bruno Zanzarini - As organizações podem realizar pesquisas de satisfação junto aos seus colaboradores. A partir dos resultados obtidos a partir dessas pesquisas, os profissionais de Recursos Humanos terão em mãos bons indicadores para análise de melhorias e, consequente, uma avaliação da satisfação de seus colaboradores em relação à implementação dos benefícios oferecidos pela Gestão de Pessoas. Caso sejam identificados pontos negativos, poderão ser reavaliadas ações e instituídas novas estratégias que venham oferecer um melhor retorno.

 

Palavras-chave: | Bruno Zanzarini | salário | benefício | atração | retenção |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.